Marcos Thadeus

Coordenação – Administração

Ator e Produtor Cultural. Graduado em Letras pela Faculdade Claretianas em 2006. Pós-Graduando em Artes Cênicas pela FPA – Faculdade Paulista de Artes.

Como Ator iniciou sua carreira no espetáculo de rua “Bumba no meu boi” do Grupo de Teatro da UNIMEP em 1990, sob direção de Antonio Chapéu. Em 1991 fundou o Grupo de Teatro Origens & Vícius com as seguintes montagens: “Por trás do palco” em 1991, “As Helenas” em 1993, “Ao encontro do sol” em 1996. Atuou no Grupo Hadeuses da USP – Piracicaba/SP, no espetáculo “O Despertar da Primavera”, de Frank Wedekind e direção de Marcília Rosário e Reinaldo Santiago, no ano de 1993. Em 1994 foi contratado pela Spazzo Produções para encenar o espetáculo “Jorge Dandin, o marido cornudo” de Moliére sob direção do premiado Carlos ABC. No Grupo de Teatro Guarantã trabalhou com diversos diretores: Izabel Ortega, João Prata, Carlos ABC e Dagoberto Feliz atuando na “Paixão de Cristo de Piracicaba” nas montagens de 1991, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996, 1999 e 2005. Ainda no Grupo participou de “O Retábulo das Maravilhas” em 1996, sob direção de Carlos ABC.

Estudou e atuou na CETA – Companhia Estável de Teatro Amador, viajou e cumpriu temporada com os espetáculos:

- “Vera Cruz – Brasil primeiros tempos” sob direção de Marcília Rosário e Reinaldo Santiago, em 2002;

- “Funteovejuna” de Lope de Vega, sob direção de Gustavo Trestini e Simoni Boer, em 2002 e 2003;

- “A alma boa de Setsuan”, de Bertold Brecht, sob direção de Gustavo Trestini e Simoni Boer, em 2005 e 2006.

Em 2011 atuou no espetáculo “O Mentiroso” de Carlo Goldoni, sob direção de Maria Eugênia di Domênico, no qual interpretou a personagem Beatriz. O espetáculo ficou em cartaz de janeiro à abril no Teatro Commune – São Paulo.

Como Produtor Cultural realizou: “Paixão de Cristo de Piracicaba”, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012; Exposição: Um panorama do trabalho de Cyro Del Nero em mais de 60 anos de cenografia, em 2011; Programador Cultural, Teatro Commune, 2009 e 2010, São Paulo; Projeto “Teatro Cidadão” do Ponto de Cultura Commune, São Paulo, 2010 e 2011; “Castro Alves pede passagem, Cia. das Artes e Vitavision, 2010, São Paulo; Exposição: “A máscara teatral na Arte dos Sartori”, 2008, São Paulo; Medéia, Cia D´Vergente, 2005 à 2007; “Ao encontro do Sol”, Origens & Vícius, 1995.

Em 2011 foi professor do SENAC no curso Técnico de Artes Dramáticas, disciplina Produção e Gestão Cultural.

www.marcosthadeus.com.br

http://www.spescoladeteatro.org.br/enciclopedia/index.php/Marcos_Thadeus