BEIJE MINHA LÁPIDE

Postado por em 3 fevereiro, 2015 em Sem categoria | 0 comentários

BEIJE MINHA LÁPIDE

Durante toda a peça, o ator interage com os outros personagens dentro de uma caixa de vidro

Marco Nanini em “Beije Minha Lápide” (divulgação)

Marco Nanini em "Beije Minha Lápide" (divulgação)Durante todo o espetáculo, Marco Nanini interage com os outros atores dentro de uma caixa de vidro

O ano de 2015 vai começar com tudo nas artes cênicas em São Paulo. O ator Marco Naniniestrela o espetáculo “Beije Minha Lápide“, com texto de Jô Bilac, que fica em cartaz no Sesc Consolação de 16 de janeiro a 1º de março, com apresentações sempre às sextas e aos sábados, às 21h, e aos domingos, às 18h.

Na peça, Nanini vive Bala, um escritor com 60 anos, ainda com prestígio, mas afastado do mundo artístico. Politicamente incorreto, Bala é grande admirador do escritor irlandês Oscar Wilde (1854 – 1900).

O túmulo de Wilde, localizado no cemitério Père Lachaise, em Paris, é vedado ao público para evitar a erosão provocada, majoritariamente, pelo batom das visitantes que têm o hábito de demonstrar a admiração pelo escritor beijando a pedra. Uma barreira de vidro impede agora que qualquer um se aproxime.

Ao se deparar com a situação, Bala considerou isso um completo absurdo, além de uma afronta à memória do seu ídolo. Sendo assim, o protagonista da história quebra ele mesmo a barreira de vidro e acaba preso.

Em toda a narrativa, o ator Marco Nanini interage com as outras personagens dentro da caixa de vidro. Um espetáculo que vale a pena conferir!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>